Vovô da Rússia conquista web: qual a idade real da sua mente?

Vovô da Rússia conquista web: qual a idade real da sua mente?

Como você se sente vai impactar em viver mais ou menos e até mesmo na qualidade de vida,

October 18, 2021

Sabe aquela famosa expressão “tem corpinho de 50 e mente de 30?” Então saiba que isso pode acontecer com qualquer um, inclusive com você! Mas, claro, o resultado disso vai depender de uma série de decisões que toma no dia a dia e também ao longo da vida. Cuidar ou não do corpo e da mente é uma decidão que vai refletir em nos sentirmos mais jovens ou mais velhos. E a boa notícia, mais uma vez, é que não existe idade para começar a mudar esse cenário se a idade te pegou e você está meio para baixo com isso.

Sim, as experiências que vivemos e adquirimos ao longo dos anos nos tornam mais maduros e aos poucos formam-se proteções, vamos deixando de ser tão espontâneos, sem filtro. Não vivemos mais intensamente o presente com medo do julgamento alheio, de parecermos "careta" ou brega, fora de moda. Ou até mesmo com medo de sofrer ao demosntrar as emoções, e com isso, criamos escudos em nossos relacionamentos. Mas aí parece que a vida fica tão chata, não é mesmo? Passamos a ter um comportamento muito rígido. 

É aí que bate a tristeza e sentir-se velho demais para isso ou aquilo. Quer uma inspiração? Primeira regra antes é: "jogue-se na vida". E se tem medo de algo, vai com medo mesmo. Você vai ver como a vida vai voltar a ser bem mais colorida, leve e você vai sentir-se com vitalidade e jovem, mas com o diferencial de ter uma baita experiência de vida! Vai descobrir como essa sensação é boa!

Um exemplo disso é um vídeo de um senhor de 73 anos que viralizou recentemente na internet. Ele é da Rússia e conquistou os internautas andando de skate pelas ruas de São Petesburgo com direito a curvas e "malabarismos". Ficou conhecido como o “vovô da Rússia”. 

O que isso mostra pra gente? Que o nosso corpo biológico tem, sim, sua idade física e algumas limitações do tempo, mas nada pode te impedir de sentir-se e de pensar como jovem. E isso reflete diretamente em como nos comportamos diante da vida e dos relacionamentos. Há até estudos que afirmam que sentir-se mais jovem prolonga a vida, você sabia? 

Pesquisa realizada com 6.498 pessoas, de idade média de 65,8 anos, analisou que a taxa de mortalidade foi maior entre pessoas que se sentiam mais velhas. O estudo foi publicado na revista científica "JAMA Internal Medicine" e mostrou que 69,6% dos participantes sentiam-se de três a quatro anos mais jovens do que sua idade real. Já 25,6% tinham sentimento de ter a idade real e 4,8% tinham a sensação de ter pelo menos um ano mais.

Após esse levantamento foram analisados por 99 meses e a taxa de mortalidade foi de 14,3% considerando os que se sentiam mais novos, de 18,5% entre aqueles que sentiam a idade cronológica exata e 24,6% entre os que se julgavam mais velhos. Sim, concluíram que "a percepção que as pessoas têm de sua idade pode refletir diretamente no estado de saúde, seus limites físicos e seu bem-estar, destacaram os cientistas.

Uma outra pesquisa, publicada recentemente, e realizada pela Universidade Nacional de Seoul (Coreia do Sul) avaliou 68 idosos saudáveis. Os participantes realizaram exames de ressonância magnética que mostravam o impacto de sentir-se mais jovem ou mais velhos e o impacto disso no cérebro. 

Segundo os pesquisadores, os voluntários que se sentiam com uma cabeça mais jovial tinham um cérebro dotado de mais massa cinzenta do que os que haviam afirmado sentir-se com a idade que realmente tinham ou mais velhos. Além disso, o primeiro grupo apresentou melhores resultados em testes de memória e demonstrou estar menos suscetível a sintomas de depressão.

Por isso, nada de rotular o outro e criticar-se tanto em relação à vida, ainda mais quando chegamos a uma fase na qual acumulamos experiências de vida (sim, dolorosas e alegres) que podem nos ajudar a lidar muito melhor com os problemas. Basta ser menos crítico consigo mesmo e mais leve. Não tenha medo do novo, use e abuso do seu melhor, permita-se viver um novo amor (por que não?). 

É o que muitos estão fazendo depois de descobrir a beleza de chegar aos 50, 60 anos. Há inclusive sites de relacionamento específicos para essa faixa etária, como o Solteiros50. Em espaços como esses, voltados para quem tem os mesmos objetivos e acumulou uma baita experiência ao longo da vida, não perde-se tempo com muita história e nem julgamento alheio, pelo contrário, as conversas são mais leves, os encontros divertidos e vive-se mais intensamente cada conversa e troca de experiência. 

Por isso,  sua idade real está na sua cabeça e é ela quem a rege sua vida, suas intenções, suas decisões e seus relacionamentos. E aqui vale aquela máxima: permiat-se viver como se não houvesse o amanhã e vai descobrir o poder de estar presente e de viver o hoje e agora! 

Visite-Nos Solteiros50

Escreva uma resposta

Concordo com os Termos de Serviço